Front-end

Pedreiro Digital não, Arquiteto da Informação

27 Jan 2014
16:50 | por Filipe Guarnieri

Pedreiro Digital não, Arquiteto da Informação
Infelizmente tenho me deparado com profissionais na área de Front-end que manjam muito de tecnologias, códigos, lógicas e todos esses paranauês, mas olham mais para o resultado e menos para a Arquitetura. 
Lógico que quando está funcionando o primeiro pensamento que temos é “Tá funcionando? Então tá bunito, tá beleza!”, mas quantas vezes você parou para pensar “Tá funcionando? Como? Posso fazer melhor? Posso integrar esse código com o da semana passada? Ou melhor, posso integrar esse código com a API do Facebook?”.
Me causa um ódio enorme ver aqueles sobrinhos da web, fazer sites chamando duas bibliotecas de jQuerys, ou colocar !important em todo CSS apenas por causa de algum JS, CSS que faz  funcionar algum código que baixou. E não fico bravo porque eles fazem um código feio, e sim porque fazem sem entender. Para eles o “Tá funcionando? Então tá bunito, tá beleza!”, funciona no modo automático e mesmo se tiver tempo pra se questionar, NÃO se questionam o porque aquele código funciona daquele jeito.
E nesse tempo que fui me aprofundando mais na área de Front-end, li várias matérias de pessoas sempre se questionam sobre uma pratica que já é adepta ao mercado. Exemplo um cara que fez o site Should I Use A Carousel?, que ele se questiona porque não devo usar Carousel? Ou Serio Lopes dizendo para não utilizar jQuery no seu site, use Zepto.js, até eu mesmo me questionei sobre CSS reset do grande Eric Meyer, que não faz muito sentido o cara usar {margin:0, padding:0} nas tags div, span, p, strong e algumas outras que não tem nenhum desses dois atributos. Pra mim, isso é sair da caixa! Você sempre fazer algo além do que dão pronto para você produzir algo a mais ou melhor do que te dão.
E isso não se aplica apenas a Front-end, Designers para Web também são muito assim.
Quando comecei a fazer sites, entrei em uma empresa que sempre me incomodava ver um site feito pelo designer com um relógio e data dentro do site. Sempre me perguntava: “Porquê essas horas no site, sendo que de 99,9% a 100% das pessoas que acessam um site hoje em dia, ou olham no data/hora do Windows, ou na parte de cima do celular?”. E na área de designers vejo mais isso, pois muitos designers fazem layouts “bonitinhos” e se esquecem da usabilidade. Fazem um menu maravilhoso, design 3D, pensa em algo usando WebGL, com uma interface dinâmica. Mas se estiver fazendo um site de um SPA, talvez não seja melhor apenas colocar Fotos do Local, Serviços do que fazem, e número de contato destacado na Home? Já que as pessoas que procuram o seu serviço, (maioria das vezes) vão querer ver isso.
Então pra que a fartura, sendo que não pensam nem no Básico.
E o que tem a ver pedreiro digital, com arquiteto da informação?
  • Um bom pedreiro ganha bem. Um bom arquiteto ganha bem, só que vezes 2.
  • Um pedreiro não estuda, apenas faz. Um arquiteto estuda, analisa, ganha créditos e dinheiro
  • Um pedreiro trabalha muito. O arquiteto pensa muito, para depois trabalhar.
Então antes de sair fazendo código feito adoidado, se questione o porquê está construindo tal parte do seu código. Para não ser visto como um pedreiro, e sempre agir como um Arquiteto da Informação.
E pra você? Qual o divisor entre sua época de Pedreiro Digital para Arquiteto da Informação? Deixe nos comentários abaixo.
Filipe Guarnieri

Filipe Guarnieri

Desenvolver Front-end na Ibaro. Amo HTML, CSS e J-Éssi.

TwitterGitHub? Seja o que for... Me ensine para eu ensinar a outros.

Comentários

Poste aqui seu comentário, crítica, dúvida ou sugestão. .
Promovam um debate sadio pois comentários ofensivos serão removidos.